I Jornada de Clínica Médica em Atenção Básica 2014

Encerrando as atividades científicas de 2014, nos dias 28 e 29 de novembro, em Barretos, a Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM/SP) promoveu a 1ª Jornada de Clínica Médica na Atenção Básica, coordenada pelo Dr. José Alves de Freitas, presidente da sucursal da SBCM/SP na cidade, na foto à esquerda, ao lado do Dr. Abrão Cury, presidente da Regional.

Com plateia lotada, a jornada contou com os médicos Edmundo Mauad, Hospital de Câncer de Barretos, Andreza Vargas da Silva, AME/FACISB, Leonard Fiaschi Zancaner, AME, Arnaldo José Godoy, AME/FACISB, Benedito Aparecido Caiel, AME, Vanessa Regina Uzan, HCB, Marilene Simeão, AME, Miriam Marchioretto, AME, Vanessa S de Almeida, AME, Guilherme Carvalho Freire, FACISB, e Eliana Lourenço Borges, AME.

Presente de Natal

Neste fim de ano, tive a oportunidade de conhecer uma instituição médica e humanitária referência no tratamento oncológico na América do Sul. Não erro ao dizer que certamente é referência no mundo pelo leque de ações lá desenvolvidas. Estava de fato em meio a uma constelação, na qual nenhuma estrela fazia questão de brilhar. A luz era “constelar” e todos parecem especialmente iluminados.

Assistência, pesquisa, academicismo, ciência e tudo envolto pelo manto do cuidado com o cuidar. Atendimento às pessoas com doenças e não de doenças das pessoas. Assisti à importância da competência, dedicação, envolvimento e a sua pujança sobre a carência de verbas. Assisti a como de fato transformar um momento difícil em sublime e a preocupação real e verdadeira de quem sabe o que é paliar. Encantador foi o adjetivo mais simples que consegui encontrar para descrever o sentimento que nos abraçou ao assistir, presenciar e um pouquinho compartilhar o que considerei como presente de Natal.

Em um momento tão difícil para a assistência médica pública neste país, no qual o descaso com a saúde é marca de nossos governantes, encontrei quem deixa acesa uma luz e prova que é possível fazer e com excelência o que todos sonham ver na assistência médica: cuidar com respeito, carinho e competência. Prover a comunidade de conhecimentos técnicos, através de pesquisa honesta e desprovida de interesses pessoais e vaidosos. Reverenciar as famílias abaladas pela tristeza da doença em seu ente e de fato lhes dar conforto. Cuidar do paciente acima de tudo e zelar de fato por sua integridade não só física, mas moral e espiritual.

Instituição exemplar, invejável e que nos faz reacreditar nas pessoas, na capacidade de fazer com amor, senti a aura do amor lá, que dá certo, de como se doar de coração não é apenas semântica e sim uma ação.

Refiro-me a uma instituição brasileira gerida por brasileiros, no interior do estado de São Paulo, o Hospital do Câncer de Barretos, instituição que brilha por si e cujos gestores, médicos e demais funcionários se juntam em torno de um objetivo comum: atender com amor e competência, tônica imposta pela família Prata, gestora da instituição.

Não assisti nenhuma demonstração de vaidades. As pessoas que lá trabalham são selecionadas, entre outros motivos, pela capacidade de se envolverem com a missão da instituição e o espetacular: tudo pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, não se permite nenhum tipo de cobrança de pacientes e familiares.

O trabalho de captação de recursos é feito para complementar o orçamento e a instituição é modelo para o mundo. Como se costuma dizer foi de lavar a alma lá estar e voltei esperançoso de poder ver um país melhor. Só precisamos de mais Pratas que se transformem em ouro.

Conhecer o Hospital do Câncer de Barretos foi um presente para mim, presente de Natal.

Dr. Abrão José Cury Jr.
Presidente da SBCM/SP